5 de agosto de 2014

Dar ao pedal

image

Até ao momento,  a 76ª Volta a Portugal tem sido proporcionalmente dominada por ciclistas estrangeiros e tudo indica que será um espanhol a vencer, caindo o favoritismo no Luis León Sanchez, da Caja Rural, actual 2º classificado após a 5ª etapa, atrás de um elemento da equipa portuguesa  OFM/Quinta da Lixa, mas igualmente espanhol, Gustavo Veloso. É certo que os nossos melhores atletas da actualidade, em que porventura Rui Costa será a sua figura maior, estão ao serviço de equipas estrangeiras e por isso sem possibilidade de participação na nossa Volta por questões de prioridades e de interesses de agenda, mas mesmo assim também não devemos esquecer que as equipas estrangeiras e respectivos ciclistas que por cá têm aparecido, são de menor qualidade.
A Volta portuguesa, entalada entre o Tour de França e a Vuelta de Espanha, tem vindo a perder notoriedade e importância mas não deixa de ser, pelo menos entre nós, uma prova com fortes tradições.
É esta a realidade, mas num momento em que há em enorme entusiasmo pelo ciclismo e pelas bicicletas, constata-se que a maior parte dos portugueses, tanto amadores como profissionais ou semi-profissionais, e até mesmo os cicloturistas de fim-de-semana, em regra geral são bons é de "conversa" porque na hora de dar ao pedal a par de atletas de outros países, nomeadamente de Espanha, percebe-se que o que nos sobra em paleio falta-nos nas canetas.

 

- Zé Fernandes

Comente com o Facebook:

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentários sujeitos a prévia moderação. Comente com elevação e de forma contextualizada.