27 de dezembro de 2015

Centro Social S. Mamede de Guisande - Eleições
















Conforme previamente anunciado, realizou-se ontem, 26 de Dezembro, pelas 21:00 horas, nas instalações do Centro Cívico, no Monte do Viso, a Assembleia Geral do Centro Social S. Mamede de Guisande.
No primeiro ponto da agenda de trabalhos, a direcção cessante presidida pelo Joaquim Santos, apresentou o relatório de contas do exercício de 2015 e do mandato, tendo merecido a aprovação por unanimidade dos sócios presentes.

No segundo ponto, eleição dos novos corpos gerentes para o quadriénio de 2016/2019, apenas se apresentou uma lista, encabeçada pelo Joaquim Santos, a qual mereceu o apoio unânime dos sócios presentes.

No terceiro e último ponto da agenda, foram discutidos assuntos de interesse em que o presidente da direcção cessante fez um resumo de toda a actividade do seu mandato nomeadamente o relacionado com a candidatura a apoios para a construção do Centro Cívico, as dificuldades e limitações inerentes, desde logo a impossibilidade e incapacidade de se construir um edifício de raiz, dado o limite dos apoios (75% até ao máximo de 200 mil euros), salientando, todavia, que o actual equipamento, que fez o aproveitamento do antigo edifício da escola primária do Viso, numa localização e enquadramento excelentes,reúne as condições para funcionar como centro de dia, apoio domiciliário e centro de convívio. 

Pretende-se que o Centro funcione com sustentabilidade pelo que, mediante as necessidades e adesão dos associados, está em condições de efectuar parcerias e protocolos com entidades homólogas, nomeadamente da nossa União de Freguesias, de modo a poder oferecer diversos serviços tais como o fornecimento de refeições e serviços básicos na área de saúde e enfermagem, entre outros. 

Justificou a sua recandidatura com a importância de dar continuidade ao trabalho desenvolvido e concluir todo o processo de construção, acabamentos, inauguração e início de funcionamento. Outro dos objectivos para o novo mandato, para além da angariação de receitas para liquidar a verba referente à realização dos arranjos exteriores, é a compra de uma carrinha para apoio ao transporte de utentes mais idosos.

Fez ver que teria sido importante o aparecimento de outras listas alternativas. Não acontecendo, mostra-se assim disponível para dar continuidade ao trabalho fazendo ver a importância do apoio e colaboração dos restantes corpos gerentes, nomeadamente os colegas de Direcção. Agradeceu o empenho de todos sem o qual não teria sido possível concretizar uma obra que faz parte dos objectivos dos guisandenses há mais de 20 anos.

Os novos corpos gerentes mantêm-se com a quase totalidade dos anteriores elementos, com poucas mexidas, por isso de continuidade, registando-se a saída do Jorge Ferreira, que no entanto vincou que continuará a dar o seu apoio e colaboração ao Centro Social e suas actividades. Como novo elemento, de registar a entrada do Prof. Vitor Henriques que ocupará o cargo de secretário da Direcção. Por força dos estatutos recentemente alterados, foi suprimido o cargo de Vice-Presidente pelo que Celestino Sacramento será o tesoureiro. 

Direcção:
Presidente: Joaquim Santos
Tesoureiro: Celestino Sacramento
Secretário: Victor Henriques
Vogais:
Fernando Almeida
Pedro Mota
Alcides Conceição
Jorge Correia

Mesa da Assembleia:
Presidente:
Rui Giro
Secretários:
Américo Almeida
Manuel Gonçalves

Conselho Fiscal:
Presidente:
António Henriques
Secretários:
Orlando Santos
Manuel Tavares

Comente com o Facebook:

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentários sujeitos a prévia moderação. Comente com elevação e de forma contextualizada.