23 de fevereiro de 2017

Coincidências e memórias

Passam hoje 30 anos sobre o falecimento de Zeca Afonso. Foi em 23 de Fevereiro de 1987.
Sobre esta figura dispensa-se a apresentação tanto da sua vida como da sua obra musical.
O aniversário do falecimento deste grande artista, vem-me facilmente à memória porque no dia em que faleceu soube da notícia via rádio, estava eu em Aveiro, precisamente a sua terra natal, a preparar o meu exame de condução automóvel.
Por coincidência, também o dia do falecimento de outro não menos importante artista da música e das cantigas, Carlos Paião, aconteceu em 26 de Agosto de 1988, na véspera do meu casamento.
Há assim factos e acontecimentos que ficam, de algum modo, interligados, associados. Infelizmente, nos casos que referi, tristes notícias coincidentes com momentos importantes da minha vida. Como se não bastasse, Carlos Paião, como eu, nasceu no mesmo dia 1 de Novembro. Há coisas assim.
Felizmente, tanto Zeca Afonso como Carlos Paião deixaram um importante legado musical e por isso continuam vivos na nossa memória. 

A. Almeida

Comente com o Facebook:

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentários sujeitos a prévia moderação. Comente com elevação e de forma contextualizada.