8 de janeiro de 2017

Mário Soares - 1924-2017


Como esperado, faleceu o Dr. Mário Soares. Mesmo tendo sido um agnóstico confesso, desejo paz à sua alma.
O Dr. Mário Soares foi sem dúvida uma importante personalidade do país e do regime democrático e por isso incontornável na nossa História mais recente.
Desde a esperada notícia do seu falecimento, temos sido encharcados com os habituais elogios fúnebres. Estes têm o dom da exaltação  e até  os defeitos são convertidos em virtudes. Ora Mário Soares teve obviamente muitas virtudes mas igualmente alguns defeitos e por isso nunca foi uma figura consensual, o que não lhe retira qualidades nem méritos no que fez pela liberdade e democracia em Portugal, lutando por ela e por ela tendo sido detido, deportado e exilado. Fez algumas coisas boas mas outras menos boas, como o deficiente e apressado processo de descolonização, que deixou profundas cicatrizes na nossa sociedade, que ainda doem, bem como a adesão à União Europeia, de vantagens ainda duvidosas passados mais de 30 anos, bem como outras mais. Mas já é passado e a vida é mesmo assim. Soares teve o seu papel na nossa História e a ela ficará ligado. Deu muito ao país, é certo, mas creio que no deve e haver, não terá ficado a perder, como, de resto, no geral, toda a nossa classe política que mais do que governar tem-se governado.

Comente com o Facebook:

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentários sujeitos a prévia moderação. Comente com elevação e de forma contextualizada.