Mostrar mensagens com a etiqueta Notícias. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Notícias. Mostrar todas as mensagens

6 de outubro de 2020

Pavimentações de ruas


 A Câmara Municipal tem a decorrer em todo o concelho a repavimentação de várias ruas. 

Inseridas nesse pacote de obras, num esforço louvável do município, na freguesia de Guisande depois de há alguns poucos meses ter sido repavimentada a Rua do Outeiro e partes da Rua de Santo António (que incompreensivelmente ficou por concluir) e ainda partes da Rua da Leira e Rua do Vale Grande, têm sido por estes dias realizadas novas intervenções, todas elas em ruas que desde há anos estavam em reles estado. Novamente parte da Rua de Santo António, no Viso, ainda sem conclusão, parte da Rua de Nossa Senhora da Boa Fortuna (Cimo de Vila), Rua do Jardim de Infância (Fornos), Rua das Barreiradas (Cimo de Vila e Quintães) e Rua da Fonte (Quintães e Casaldaça). 

Fala-se que também terão intervenção a Rua da Zona Industrial. A ver vamos, pois de facto é uma necessidade. Obviamente que há mais, incluindo a Rua de Estôse e Rua da Igreja, troço nascente. 

Há ainda ruas cuja repavimentação ou regularização deveria ser da responsabilidade da Indáqua, tal é estado de abatimentos decorrentes da realização das redes ou de intervenções pontuais. Existem vários locais onde há cortes ainda à espera de adequado remate. Mas estas situações que deveriam ser provisórias tornam-se definitivas. Quando não há responsabilidade e mentalidade de bem fazer e nem fiscalização e penalização, é normal que tal aconteça.

Por parte da Junta da União das Freguesias ainda não se conhece qualquer intervenção digna desse nome, sendo que já estão passados 3 dos 4 anos de mandato. Com o aproximar de eleições (Outubro de 2021) antevê-se um ano do tudo ou nada. Esperemos que seja mais que nada, mesmo que não seja tudo.

[fotos: Guisande - Notícias ao Minuto]

21 de outubro de 2019

A ver as horas


Ouvimos há pouco, nas notícias, que um professor da Escola Secundária Rainha Dona Leonor, em Alvalade - Lisboa, contratado precariamente como substituto, agrediu um aluno, pelo que foi preso, interrogado e remetido aos calabouços. 
Pela parte do Ministério da Educação, parece que o homem está suspenso e numa suspensão que se estende a todos os estabelecimentos. Ou seja, como professor público, já foste. Irradiado. Fica-se a aguardar pela indemnização ao agredido.

Claro que nada justifica o comportamento agressivo do professor, já que o aluno, certamente alguém cumpridor, disciplinado, infringiu a chata da regra que lhe tinha sido recomendada de não usar o telemóvel, e se recusou a entregar, só porque, impaciente, queria ver as horas. O que de resto será  normal pois os alunos usam e abusam do telemóvel na escola apenas para ver as horas, porque tem mais pinta que aquela coisa que foi inventada para tal,  o relógio. Mensagens, whatapps, facebooks, jogos e outras coisas, a rapaziada não gosta. Só mesmo para ver as horas.

Todos sabemos que vão longe os tempos dos professores partirem a cana e a palmatória no lombo, cabeça e mãos dos alunos. Era uma selvajaria. O que agora está na moda, na lógica do 8 para o 80, , é precisamente o contrário e as notícias das agressões de alunos a professores são mais que muitas e na generalidade já deixaram de ser notícia. Mas sendo mais que muitas estas situações, não há memória de alunos detidos nem suspensos de toda a actividade escolar e irradiados em todas as escolas do país e remetidos para um mestre de trolha ou pedreiro.

Nada como o equilíbrio nestas coisas e a nossa actual justiça é mesma "ceguinha" e todos são tratados com equidade.

Mas, fora a ironia, e nada justificando o comportamento do prof, os professores no entanto que se aguentem, porque quanto à perda de autoridade e vítimas de abusos das pobres criancinhas e adolescentes, não são mais que os polícias, que mesmo de pistola à cinta, fartam-se de apanhar nas ventas e ai deles se chegam a roupa ao corpo dos pobres e indefesos agressores.

Tempos modernos.

4 de julho de 2019

E falam no aquecimento global...


O mês de Junho de 2019 foi o 13º mais frio desde 1931 e o mais frio desde 2000. O valor médio da temperatura média do ar, 18.19 °C, foi inferior ao normal com um desvio de -1.23°C. O valor médio da temperatura mínima do ar, 11.66°C, foi 1.84°C inferior ao valor normal, sendo ao 4º valor mais baixo desde 1931 (mais baixo em 1972, 10.89 °C). O valor médio da temperatura máxima do ar, 24.73°C, foi 0.63°C inferior ao valor normal, sendo o 2º valor mais baixo desde 2000 (mais baixo em 2007). Valores da temperatura máxima, neste período, inferiores aos registados ocorreram em cerca de 30% dos anos, desde 1931.

[fonte: IPMA]

12 de junho de 2018

Trump, trump! - Quem é? - É o Kim!


Os presidentes da Coreia do Norte e dos Estados Unidos, Kim Jong-un e Donald Trump, encontraram-se numa reunião histórica em Singapura. A avaliar pelas notícias e pelo que no final disse o presidente norte-americano, o encontro foi produtivo e muito bom e em resultado dessa "ligação especial" esperam-se "coisas muito boas". 

Conhecendo as posições e estilos de ambos os presidentes, é esperar para ver. Oxalá que sim. Por vezes os loucos têm também alguma sã sanidade. Veremos o que esta dupla, até há pouco de costas voltadas, tem para dar ao mundo quanto à paz e prosperidade.

18 de dezembro de 2017

Limpeza de ruas


A Junta da União de Freguesias de Lobão, Gião, Louredo e Guisande começou hoje a limpeza da Rua Cónego Ferreira Pinto, de norte para sul. 
Esta é uma das principais rua da freguesia e havia sido limpa pela última vez no princípio de Agosto de 2016, por isso há quase um ano e meio. 
Num novo mandato já sem impedimentos anormais de ordem financeira e com uma herança positiva do anterior mandato superior a 100 mil euros, importa que a limpeza das ruas, sobretudo das principais e junto às habitações, seja feita de forma mais regular e nunca ao ponto de atingir a situação actual, acima fotografada.

7 de julho de 2017

Obras na habitação social em Guisande e no concelho

Foi noticiado por estes dias que a Câmara de Santa Maria da Feira tem em curso um programa de reabilitação de habitações sociais. Para o efeito prevê a aplicação de três milhões de euros no melhoramento de 11 edifícios espalhados pelo concelho. Estarão já a ser realizadas obras em Milheirós de Poiares e Paços de Brandão e terá já sido lançado o concurso para as obras nos restantes edifícios.  Segundo declarações do presidente da Câmara Municipal, Dr. Emídio Sousa, à agência noticiosa Lusa, pretende-se melhorar as condições de eficiência energética dos edifícios, substituição das caixilharias e janelas, renovação das coberturas e também aplicação de novos revestimentos, com aplicação de "capoto" e pintura.
Entre os edifícios previstos, está o de Casaldaça - Guisande, o que não é de surpreender face ao mau estado, pelo menos visível ao nível exterior. Para além dos anos já decorridos após a sua construção (pelo menos 15), todo o edifício padeceu desde o seu início de uma má qualidade construtiva geral, com materiais e acabamentos muito básicos e rudimentares. Infelizmente, nessa altura importava construir em quantidade e não tanto em qualidade. No caso da nossa freguesia foi feito um edifício desproporcional às necessidades locais e não espanta, pois, que ao longo dos anos tenha vindo a ser ocupado por famílias provenientes de outras freguesias com os inerentes problemas de integração.
Esta notícia de realização de obras é importante já que infelizmente não tem sido dada a atenção devida ao edifício e à sua envolvente.
No programa eleitoral da actual Junta, por minha vontade e proposta constava uma promessa de requalificação do espaço envolvente mas, infelizmente e para minha desilusão, nunca foram reunidas condições para a sua realização e já não tenho esperança que possa ser feita neste mandato que está a terminar. Por outro lado, e esta é uma responsabilidade directa da Câmara, enquanto proprietária do espaço, a limpeza da vegetação tem sido efectuada apenas uma vez por ano e nem sempre com a profundidade desejada, com os inconvenientes e riscos associados, como uma eventualidade de incêndio e infestação de bicharada (ratos e cobras), para além dos habitantes ficarem privados de usufruirem do espaço, seja com os estendais de roupa seja em contexto de laser. Neste momento aguarda-se que seja feita a limpeza a qual, obviamente para desagrado dos habitantes, está ainda por fazer.
Vamos, pois, esperar e desejar que com esta notícia das obras, o edifício em Guisande venha efectivamente a ficar dotado com melhores condições de habitabilidade e com isso beneficie os seus moradores que também têm direito a uma habitação condigna.

21 de junho de 2017

Incêndio na fábrica de plásticos na Gândara



Ontem, terça-feira, 20 de Junho, ao final da tarde  ocorreu um incêndio na instalação do Sr. Domingos Lopes, no lugar da Gândara, na qual se dedicava ao fabrico de artigos de plástico (sacos). 
O incêndio causou estragos e prejuízos mas felizmente sem outras consequências graves, não se registando quaisquer danos pessoais, bem como não se propagou à habitação do próprio ou de vizinhança. 
A GNR e Bombeiros ocorreram ao local e estes dominaram rapidamente o fogo, o qual pelas características dos materiais consumidos provocou sobretudo um fumo espesso e tóxico o que obrigou ao uso de máscaras e equipamentos especiais de respiração.
 
Esta ocorrência lembra-nos que o perigo de incêndio está sempre presente, seja na floresta, seja nas habitações ou indústria pelo que importa ter todos os cuidados e tomar todas as medidas que evitem ou reduzam as possibilidades de ocorrências. A precaução e a prevenção não devem ser descuradas. Igualmente importante é a existência de um contrato de seguro para os nossos bens. Pode parecer um investimento inútil mas perante o fatalismo de um incêndio é sempre uma porta de esperança na recuperação ou redução dos danos patrimoniais.

12 de junho de 2017

V Mosaico Social - 2017





Terminou neste Domingo, 11 de Junho, no recinto da "Feira dos Quatro", na freguesia de Arrifana, a 5ª edição do Mosaico Social, uma mostra da rede social do município de Santa Maria da Feira.
A União de Freguesias de Lobão, Gião, Louredo e Guisande fez-se representar pelo respectivo Fórum Social de Freguesias, do qual fazem parte o Centro Social de Guisande e Grupo Solidário de Guisande.

Os Fóruns Sociais de Freguesia e de União de Freguesias, ao reunirem no seu seio todos os atores locais de primeira linha, assumem um papel relevante no desenvolvimento concelhio e na promoção e reforço da Rede Social, essencialmente pela proximidade aos territórios e aos cidadãos.
Os Fóruns Sociais de Freguesia / Uniões de Freguesias são órgãos locais de dinamização, articulação de parcerias, apreciação e análise dos problemas e das propostas de solução, em articulação com o Conselho Local de Ação Social de Santa Maria da Feira (CLAS).

14 de maio de 2017

Veteranos Guisande F.C. - 27ª Jornada

 
Resultado da 27ª Jornada:

Veteranos Guisande F.C., 1 - Cucujães, 0


Na próxima jornada, 28ª,  folga a equipa do Veteranos Guisande F.C.

5 de maio de 2017

Emídio Sousa - Apresentação pública da recandidatura à Câmara Municipal de Santa Maria da Feira

Conforme esperado, Emídio Sousa o actual presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira vai recandidatar-se ao cargo, concorrendo pelo PSD nas próximas eleições autárquicas agendadas para 1 de Outubro. A cerimónia de apresentação terá lugar amanhã, sábado, 6 de maio de 2017, no auditório da Biblioteca Municipal de Santa Maria da Feira, pelas 17:00 horas.
O mandatário da candidatura é Alfredo Henriques ex-presidente da Câmara e ao qual sucedeu Emídio Sousa.
Em declarações ao Diário de Notícias, o candidato  teceu as seguintes considerações quanto aos motivos da recandidatura:

"Penso que o trabalho desenvolvido neste mandato foi bem acolhido pelas pessoas", declarou Emídio Sousa hoje à Lusa acrescentando que os principais objetivos estabelecidos "foram atingidos ou estão em curso", estando por isso disponível para se "sujeitar novamente ao julgamento dos feirenses" e acreditar que merece "a sua confiança". Para o autarca, foram cinco os principais compromissos que, assumidos em 2013, o ajudarão agora a ganhar novos votos.

O primeiro refere-se à criação de emprego e ao desenvolvimento da economia local, do que diz que "há indícios claros", e o segundo é o relativo a uma maior coesão social, o que atribui sobretudo à criação dos chamados fóruns sociais - em que as diversas entidades ligadas à vida pública de uma determinada freguesia definem em conjunto as suas prioridades de desenvolvimento e colaboram entre si com vista a esse fim.

Emídio Sousa aponta depois a aposta em melhores infraestruturas desportivas, do que resultaram novos equipamentos para o concelho e a beneficiação dos existentes, e ainda a requalificação da rede viária municipal, que está em curso e deverá prolongar-se pelo seu eventual segundo mandato.

Por último, o agora recandidato à Câmara Municipal da Feira afirma que outro dos compromissos cumpridos é a "internacionalização dos eventos culturais" do concelho.

"O reconhecimento internacional dos nossos projetos culturais é evidente e pusemos as nossas companhias a venderem os seus espetáculos em todo o mundo, o que também me dá ânimo para esta recandidatura", conclui.

[fonte: Diário de Notícias]

4 de maio de 2017

Quinta da Feira - Ecos da apresentação de Margarida Gariso

Margarida Gariso foi apresentada oficialmente como candidata à Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, pelo Partido Socialista. A cerimónia, com almoço, decorreu no dia 23 de Abril no Centro Luso-Venezolano, em Nogueira da Regedoura, e contou com a presença do secretário geral do PS, António Costa.
Algumas notas do evento, transcritas do site da Rádio Renascença:

 O secretário-geral do PS, António Costa, diz que é possível ser alternativa e "fazer diferente e melhor", no país e no município de Santa Maria da Feira, governado pelo PSD há 40 anos. 

"É possível fazer diferente e melhor. Foi isso que o 25 de Abril nos deu - a possibilidade de escolher - e temos aprendido que há sempre uma alternativa, que é possível fazer diferente e melhor", declarou o também primeiro-ministro.

António Costa lembrou que há um ano e meio "também diziam que não havia alternativa ao PSD e CDS" no Governo, mas sublinhou que agora os números e o clima de confiança das famílias e empresas demonstram que foi possível "fazer diferente e melhor".

"Atingimos o melhor défice orçamental de 42 anos de democracia, a economia volta a acelerar. Acabámos o ano com a economia da União Europeia que mais cresce e em que mais empregos estão a ser criados, fazendo o contrário do que diziam, ou seja, repondo vencimentos e pensões e baixando os impostos. Sim, é possível fazer diferente e ter melhores resultados", salientou.

Coube ao líder da Federação Distrital do PS, Pedro Nuno Santos, criticar os 40 anos de gestão social-democrata à frente da autarquia e as "tentativas" do PSD da Feira de mascarar agora a inércia da gestão local com o sucesso da evolução económica nacional, sob a governação do PS.

"'Não' às técnicas de marketing do presidente da Câmara, que consegue transformar resultados nacionais em sucessos locais. Não há uma iniciativa para atrair investimento, tem havido mais investimento e emprego na Feira como no resto do país, mas o que fez o presidente? Ao PSD da Feira deve-se zero", afirmou.

Margarida Gariso apresentou-se "em nome da mudança", prometendo "um caminho diferente", capaz de voltar a interessar pela vida autárquica os 56 mil feirenses que se abstiveram em 2013.

Esse caminho, disse, passa por uma gestão de proximidade, com reuniões de câmara e postos de atendimento nas 31 freguesias, e um orçamento participativo de meio milhão de euros.

3 de maio de 2017

Aconteceu...

17 de Abril de 2017 - Restaurante "Pomar" - Gião - Almoço do Juiz da Cruz
24 de Abril de 2017 - Centro Cívico - Realizada uma sessão ordinária da Assembleia Geral do Centro Social S. Mamede de Guisande
28 de Abril de 2017 - Guisande - Sessão ordinária da Assembleia de Freguesia da União de Freguesias de Lobão,Gião, Louredo e Guisande
29 de Abril de 2017 - No Salão Paroquial do Vale - Noite de entretenimento com Feirinha Solidária e danças de salão, organizada pelo Grupo Solidário de Guisande.
30 de Abril de 2017 - Paróquia de Guisande - Celebração da Primeira Comunhão
1 de Maio de 2017 - Peregrinação a Fátima com os Acólitos das paróquias de S. Mamede de Guisande e Nª Sª da Assunção do Vale

19 de abril de 2017

Margarida Gariso - Apresentação oficial da candidatura à Câmara Municipal

Margarida Rocha Gariso será apresentada no próximo Domingo, dia 23 de Abril de 2017, como candidata pelo Partido Socialista à Câmara Municipal de Santa Maria da Feira. O evento que contará com a presença do Primeiro Ministro e secretário geral do PS, António Costa, terá lugar no Centro Social Luso-Venezolano, em Nogueira da Regedoura.



18 de abril de 2017

Centro Social S. Mamede de Guisande - Assembleia Geral - 24 de Abril de 2017

O Centro Social S. Mamede de Guisande vai reunir em Assembleia Geral ordinária no próximo dia 24 de Abril de 2017, pelas 21:00 horas nas instalações do Centro Cívico, no Monte do Viso.

Ordem de trabalhos: 
1 - Aprovação do Relatório e Contas da gerência de 2016; 
2 - Outros assuntos de interesse para a colectividade.

Almoço do Juiz da Cruz - 2017

Ontem, Segunda-Feira de Páscoa, a paróquia de Guisande manteve a tradição com a realização do Almoço do Juiz da Cruz. Teve lugar, pelo quinto ano consecutivo, no Restaurante Pomar, na freguesia de Gião. 
Foram cerca de 115 convivas que corresponderam ao convite do Juiz da Cruz, o Sr. Armando José Rodrigues Ferreira, do lugar de Fornos. De registar a participação do nosso pároco, o Sr. Padre Arnaldo Farinha, bem como do próximo Juiz da Cruz, o Sr. Arménio da Silva Oliveira, do lugar da Gândara.

11 de abril de 2017

Nota de falecimento








Na sequência de um acidente viário ocorrido em meados de Março passado,  faleceu  Leonel Pereira Baptista, de 41 anos.
Natural de Lobão, vivia em Guisande, no lugar das Quintães.
O corpo estará em velório na Capela Mortuária de Lobão a partir das 14:00 horas de hoje, Terça-Feira, seguindo-se o funeral que terá lugar pelas 16:00 horas, com cerimónias na igreja matriz de Lobão, indo no final das cerimónias a sepultar no cemitério local. A missa de 7º dia será em Guisande no dia 13 de Abril pelas 19:00 horas e também em Lobão no dia 18 de Abril pelas 19:30 horas.
Sentidos sentimentos a todos os familiares. Paz à sua alma!


10 de abril de 2017

Veteranos Guisande F.C. - 24ª jornada

Continua em crescendo a equipa dos Veteranos Guisande F.C. com os últimos resultados a consolidarem uma posição muito honrosa na tabela classificativa, sensivelmente a meio, depois de uma primeira volta menos conseguida. Parabéns aos rapazes!

Resultados da 24ª jornada:


Classificação após a 24ª jornada:


Jogos da próxima jornada - 25ª


7 de abril de 2017

Vamos ao teatro!


Amanhã, sábado 8 de Abril, pelas 21:30 horas, há teatro (à borla) no Multiusos de Louredo. Num espectáculo considerado de multidisciplinar, a peça Raixpartamort será levada à cena pelo grupo TEATRAMOS – Teatro Amador de Mosteirô.
Este evento faz parte do programa "Teatro-à-Roda", promovido pela Federação das Colectividades de Santa Maria da Feira, e tem como objectivo divulgar o teatro que se faz nas terras feirenses e levá-lo aos palcos das comunidades com menor acesso a esta expressão de arte.
Na União de Freguesias de Lobão, Gião, Louredo e Guisande, para além desta peça a exibir amanhã, estão programadas mais duas sessões para todas as idades e com entrada livre: A saber:

15 de abril | 21h30
Eu Manuel Inácio, quero ser santo! (Comédia)
por: CiRAC
local: Centro Cultural de Lobão

27 de maio | 21h30
A Cantora Careca (Comédia/Absurdo)
por: Juv-Setas
local: Auditório do Multiusos de Louredo

Esta notícia remete-me para os bons tempos em que em Guisande o teatro era apreciado e chegou a ter alguma tradição. Tanto por grupos ligados à dinâmica da paróquia (catequese e grupos de jovens), como pelas associações "ACJG" e o "O Despertar", volta e meia, com incidência por alturas do Natal, o teatro dava vida ao salão paroquial de Guisande. Pagavam-se bilhetes e mesmo assim a sala esgotava, sobretudo nas peças exibidas na véspera de Natal, antes da Missa do Galo. 
Infelizmente, hoje em dia nem à borla esta ancestral forma de arte consegue reunir assistências pelo menos razoáveis. O que é que se estará a perder? Que motivos estão a contribuir para que cada vez sejamos menos sensíveis a estas manifestações culturais?  Será que a televisão, a Internet e as novas tecnologias são a causa principal?

3 de abril de 2017